Make your own free website on Tripod.com

:::::  Ao som da música  :::::

Amilcar Soares

Home Back

Midi

Cordas Teclas Sopros Percussão Pauta

  A BÍBLIA - REGAL

   
 

 

Este curioso instrumento, um pouco fantasioso até, era na verdade um pequeno órgão portátil, integrado numa espécie de estante, com a forma de uma grande bíblia, dentro da qual estava o regal propriamente dito. O teclado tinha a extensão que oscilava pelas duas oitavas, e destinava-se fundamentalmente ao acompanhamento do canto litúrgico.

Este singular instrumento esteve muito presente em Inglaterra, Itália e sobretudo na Alemanha, nos séculos XVI e XVII. Pelas suas dimensões, este curioso modelo de regal, podia ser facilmente transportado de uma igreja para outra, nas quais acompanhava a liturgia, como já referi, devido ao seu som de Chamarela, instrumento muito apreciado desde o Renascimento, nas cerimónias luteranas e nas liturgias ocidentais em geral. Até então, as Cherimias acompanhavam o canto eclesiástico, fazendo conjunto com os trombones.

É certo que os órgãos, de qualquer modelo, suplantaram definitivamente, ao longo do século XVIII, todos os outros grupos instrumentais. Os cortesãos mais devotos das cortes da Europa Central, tinham por costume possuir um instrumento com estas características, apesar de ter sido sempre e, principalmente, património eclesiástico. Claudio Monteverdi recorreu a um órgão do tipo Regal, para acompanhar o canto de Caronte e as personagens do mundo subterrâneo em geral, no acto III da ópera Orfeu, esteada em 1607.

No século XVIII, entrou em desuso e o seu nome passou a designar unicamente um registo do órgão, mais próximo da voz humana, mantendo sempre o característico som de lingueta.

 

 

Como Funciona

Eram precisas duas pessoas para tocar este pequeno órgão. Uma delas, o músico, executavas as notas no pequeno teclado do instrumento, fazendo soar as notas, enquanto a outra pessoa, se encarregava de accionar o fole para que o ar passasse entre as linguetas.

A particularidade mais notável da Víblia-Regal era que o fole funcionava movendo uma das capas do «livro» na qual se encontrava o instrumento, ou então nos modelos mais novos e modernos, os foles repousavam dobrados sobre o mesmo, como se pode ver na ilustração acima.

 

Contacta-me

Deixe o seu comentário

Actualizado em: 2001-06-21

Download